Sexta-feira, 11 de Maio de 2007

Entre o passado e o paraíso - Um dia no Geres

Visita de estudo integrada na rubrica Protecção e Conservação da Natureza este dia passado no Geres foi uma caminhada entre verdes de vários tons, vertentes omnipresentes e o murmurejar embalador dos inúmeros cursos de água....
Tendo começado por uma visita ao Museu Etnográfico de Vilarinho das Furnas   (foto da direita) onde se pôde fazer um enquadramento  do parque quer em termos etnográficos, quer geológicos assim como biológicos prosseguiu com uma caminhada que teve tanto de extensa como de transcendente.
Numerosas foram as imagens que nos tocaram,
mas não resisto a partilhar esta aqui. Penso que é por resumir o espírito que aqui se desfruta - Magia, Nostalgia e Vida.

A propósito do comentário do Miguel Saraiva, ao post Visita de Estudo ao Parque Nacional da Peneda-Gerês,
  de facto  vimos  duas "viborazinhas".  Mas infelizmente mortas, vítimas de atropelamento. E este facto levanta uma questão...Como conciliar a acessibilidade ao Parque e a protecção da fauna e da flora local?

Publicado por Domingos Oliveira, fotos do próprio

Ainda sobre esta visita a Adriana e o Tiago  produziram o seguinte relato:

"No passado dia 11 de Maio de 2007, a turma 8ºC, juntamente com a turma 8ºH, foi fazer uma visita ao Museu Etnográfico Vilarinho das Furnas e ao Parque Nacional Peneda Gerês.

No museu etnográfico, vimos muitas coisas interessantes, tais como a informação de que a serra do Gerês é fundamentalmente constituída por rochas graníticas, também

ficámos a saber que os granitos do Gerês têm a sua origem na cristalização dos magmas no interior da terra, e que o granito se formava quando o magma começava a arrefecer no centro da terra.

Seguidamente, passámos para uma sala intitulada “A história da Terra II”, onde vimos diferentes tipos de granito, tais como:

    » granito granular;

    » granito porfiróide

       biotítico;                

    » granito granular róseo;

    » granito porfiróide róseo;

    » granito pegmatítico róseo;

    » granito pegmático róseo;

    »etc…

 

  Depois, ainda vimos mais quatro salas, onde uma delas retratava a flora (ex.: genciana;orvalina;lameirinha;urze dos brejos;teixo;azevinho salgueiro negro;vidoeiro;feto real;sabugueiros, etc…) e a fauna (guarda rios, etc…) da serra do Gerês, outra, a caracterização da região (a região caracteriza- se por explorações agrícolas familiares, onde se pratica uma agricultura extensiva), e, finalmente, as duas últimas salas, que na minha opinião foram as mais interessantes, pois retratavam a história e sobrevivência da aldeia (agora abandonada) Vilarinho das Furnas, submersa na barragem, também com o mesmo nome. Nessas salas, vimos vários exemplos da vida quotidiana da “aldeia fantasma”, tal como a organização comunitária, várias peças resgatadas da aldeia, como por exemplo, duas charruas, dois cornos de boi, com a finalidade de chamamento para reuniões e também um búzio gigante, com o mesmo fim. Na seguinte e última sala, também vimos certos artefactos como uma cama, roupas, um tear, e uma óptima reprodução duma cozinha típica da aldeia.

Depois de um lanche rápido á beira da camioneta, e um pouco de descontracção num “descampado” ali perto, fizemos-nos á estrada, a caminho do lugar do almoço. Durante a viagem, avistamos a famosa barragem da aldeia submersa, mas não conseguimos ver a aldeia, uma pena.

Depois da chegada ao local, andamos um bom bocado, parando depois para uma merecida pausa para o tão esperado almoço, seguido de uma caminhada de 20 km, admirando as belas paisagens que a serra nos fornecia, chegando depois á camioneta para a tão esperada volta a casa, depois de um dia a conectar com a natureza"

publicado por Oitavo-C às 22:28
link do post | comentar | favorito
|
3 comentários:
De Oitavo-C a 12 de Maio de 2007 às 10:25
Ontem foi um grande dia de aventura, que se podia facilmente associar ao Tomb Raider...

As paisagens naturais eram muito belas, e concordo com o Stôr ao realçar a fotografia da cabana isolada no meio do mato. Isso sim, deve ser viver! (pelo menos, o sossêgo!)

É uma grande pena os únicos 3 animais que vimos terem sido 2 serpentes esmagadas e ao que pareciam mortas e 1 lagarto esmagado e obviamente morto. Um lagarto com 5 mm de grossura não parece muito saudável!...

O passeio em si foi de admirar, mas os 20km que andamos ( que a mim pareceram 40) não permitiram a observação de todas as paisagens fantásticas que nos rodeavam sem ser quando parávamos para descansar... :(

Foi muito agradável! Tem de se repetir, não ao Gerês, mas a outros Parques Nacionais, onde são seja preciso andar tanto... :)

Muito bem organizado. Adorei!

De Mário Rui Carneiro, nº 20
De Oitavo-C a 12 de Maio de 2007 às 15:10
A visita foi demais!!!!!
Começámos por ir ao museu Etnográfico de Vilarinho das Furnas. O que gostei mais no museu foi a forma como nos mostraram o ciclo da água através de uma imagem gigante e de um texto resumido.
Depois visitámos o Parque Nacional da Peneda-Gerês. O ar é muito limpo e até dá gosto respirar.
O que achei mais curioso no Parque Nacional da Peneda-Gerês foi caminhar numa estrada romana. Nela existiam marcos miliários feitos pelos romanos para assinalarem a estrada, a distância e o imperador que mandou construir os marcos.
Aconselho a toda a gente a fazer este percurso.

Hugo Botica Ferreira Nº10
De Oitavo-C a 12 de Maio de 2007 às 20:42
Esta visita ao único Parque Nacional do nosso país sugere-me algumas palavras para a descrever.
"Espectacular", devido às paisagens incríveis e à beleza daquele território.
"Informativa", devido aos conhecimentos científicos nas áreas da biologia, geologia e história que adquirimos nesta viagem.
"Educativa", porque nos proporcionou o contacto com a Natureza de uma forma respeitadora e preservadora.
E, finalmente, a visita foi "esgotante", devido aos 20 Km que caminhámos.
Para responder à pergunta do Stor, é com iniciativas que nos levem a estes locais que se aprende a respeitar a natureza e assim preservá-la, evitando a morte de seres vivos em locais onde as pessoas têm acesso.
Miguel Sraiva de Carvalho, nº22

Comentar post

.separador

http://www.misreflexiones.net/cn/separador.jpg

.Diz de tua justiça

.pesquisar

 

.Julho 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
24
25
26
27
28
29
30
31

.Chat


.arquivos

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Maio 2008

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

.posts recentes

. Gran Torino - A Vida tem ...

. CANCRO DA PELE: JOVENS AS...

. Metabolismo Celular

. Função Excretora - Mais i...

. Metabolismo celular---- A...

. Sistema digestivo ----- D...

. As Ideias fazem a Europa ...

. Circular é viver

. Coordenação do organismo ...

. Nasceu em Londres a prime...

. Leixões- Um exemplo a seg...

. Francesa condenada a 5 a...

. Mendel e as leis da Hered...

. Dia Mundial de Luta Contr...

. A História das Coisas

. Reciclar----por um ambien...

. Seres sexuados.

. Dez mil....um belo número

. Obesidade e Cirurgia de R...

. A procura do movimento pe...

.links

.Visitantes

online

.Total

.Experimente esta nova funcionalidade

.Adopta-me

Procura por mim

.tags

. todas as tags

.Diz de tua justiça

.subscrever feeds