Segunda-feira, 1 de Junho de 2009

CANCRO DA PELE: JOVENS ASSUMEM MAIS COMPORTAMENTOS DE RISCO

Segundo o site Tecnologias da Saúde Online "os jovens entre os 20 e os 30 anos estão a ser cada vez mais afectados pelo cancro da pele. Os comportamentos de risco, como a exposição prolongada ao sol e em horas impróprias, são a grande causa."

Ainda segundo o mesmo site "Os casos de cancro de pele estão a crescer entre os jovens, uma situação que se alterou nos últimos 10 anos. Os comportamentos de risco, com exposições prolongadas e a horas impróprias ao sol, são a principal causa.

Esta alteração foi denunciada por Manuela Pessegueiro, directora do serviço de Dermatologia do Instituto Português de Oncologia (IPO) de Lisboa e confirmada por João Abel Amaro, coordenador nacional do Dia de Prevenção do Cancro da Pele e do rastreio que no dia 27 de Maio de 2009  teve lugar em 27 hospitais de todo o país.
A médica do IPO adianta que os casos de melanoma, a forma mais perigosa de cancro de pele, que, se não for detectada a tempo, pode ser mortal, estão a ser cada vez mais frequentes em pessoas de 20/30 anos, fruto dos seus "comportamentos de risco". "Os jovens passam a noite na discoteca, dormem de manhã, vão depois do almoço dormir a sesta para a praia e ficam a secar como uns bacalhaus ao sol", lamenta, acrescentando que, muitas vezes, nem sequer têm o cuidado de aplicar e repor o protector solar.
Contudo, a médica alerta que "o protector não é uma armadura" pelo que insiste na moderação da exposição (nunca mais de duas horas seguidas) e na proibição de estar ao sol nas horas mais quentes (entre as 12 e as 16 horas nos dias de maior calor). Também alerta para os cuidados com as crianças (devem vestir camisolas quando estão a brincar à beira-mar) e para os perigos dos dias nublados e da brisa marítima.

 

A importância da adopção de bons hábitos no que concerne à exposiçao solar levou a Associação Portuguesa do Cancro Cutâneo (APCC) a solicitar a  colaboração dos profissionais de saúde e de educação para travar o número crescente de doenças relacionadas com a exagerada exposição ao Sol. Relativamente aos educadores, a aposta da associação reside no facto de «ser necessário contar com estes profissionais para que ajudem a criar boas normas» de exposição social entre os mais novos.

No que concerne a outros  factores que promovem o aparecimento do cancro de pele e ainda segundo a APCC "Todos os anos são diagnosticados dez mil novos casos de cancro da pele em Portugal, com especial incidência em mulheres jovens por causa, aparentemente, do tipo de roupa que usam". O uso de solários é também uma preocupação pois segundo Osvaldo Ferreira membro da APCC «a utilização de solários e os actuais padrões de moda seguidos pelos portugueses são um factor de risco para o surgimento de cancro de pele entre os jovens».

A apresentação a seguir aborda sintetiza eficazmente estas preocupações

 

 

publicado por Oitavo-C às 20:06
link do post | comentar | favorito
|

.separador

http://www.misreflexiones.net/cn/separador.jpg

.Diz de tua justiça

.pesquisar

 

.Julho 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
24
25
26
27
28
29
30
31

.Chat


.arquivos

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Maio 2008

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

.posts recentes

. CANCRO DA PELE: JOVENS AS...

.links

.Visitantes

online

.Total

.Experimente esta nova funcionalidade

.Adopta-me

Procura por mim

.tags

. todas as tags

.Diz de tua justiça

.subscrever feeds